fbpx
Nalva Rafael | 03/04/2020
Voltar

Imposto de Renda-IRPF 2020

Você já preparou o seu Imposto de Renda – IRPF 2020? O Imposto de Renda é o tributo mais famoso do país e com certeza você já ouviu falar sobre, ou já teve que lidar com ele. Mas você sabe o que é Imposto de Renda, quem precisa declarar e o que é declarado?

O que é Imposto de Renda?

É um tributo federal sobre a renda, ou seja, sobre o que você ganha. E ainda acompanha a sua evolução patrimonial. Para fazer esse acompanhamento, o Governo solicita aos trabalhadores e empresas que informem para a Receita Federal quais são seus ganhos anuais.

Ao longo do ano, você ganha e gasta dinheiro. De maneira geral essa renda é tributada no momento do recebimento e no ano seguinte, o famoso leãozinho da Receita Federal avalia se o que ele cobrou de você é, realmente, o que você precisaria pagar conforme o tamanho dos seus ganhos.

Para o leão ter todas essas informações, você necessita fazer a Declaração de Ajuste Anual para IRPF (Imposto de Renda sobre Pessoas Físicas). A declaração é feita sempre do início de março até o fim de abril, porém, exclusivamente nesse ano de 2020 essa data foi alterada devido a calamidade pública instaurada pelo covid-19.

Quem precisa declarar?

O Imposto de Renda nada mais é do que um tributo cobrado anualmente sobre os rendimentos e ganhos dos cidadãos. De acordo com os rendimentos recebidos no ano anterior, a cobrança desse tributo passa a ser obrigatória (ou não), dependendo de determinados valores e circunstâncias que vamos falar a seguir. 

E o IR segue uma lógica de que quanto mais a pessoa ganha, mais ela terá de pagar Imposto de Renda. Veja a seguir quais são os critérios exigidos para o preenchimento da declaração de Imposto de Renda em 2020.  

Se você está dentro de alguma das categorias citadas, deverá declarar o IR referente ao ano de 2019: 

  • Trabalhador que teve um rendimento tributável igual ou superior à R$ 28.559,70;
  • Quem teve rendimentos tributáveis ou não tributáveis direto da fonte superior a R$ 40 mil;
  • Trabalhador rural com receita bruta anual superior ao valor de R$ 142.798,50;
  • Cidadão que até o fim do ano anterior passou a ter posse de bens cujos valores ultrapassaram R$ 300 mil;
  • Obteve ganho de capital sobre alienação de bens e direitos em 2020;
  • Realizou operações na bolsa de valores, mercados futuros ou atividades parecidas;
  • Trabalhador rural que queira realizar compensação de prejuízos e perdas nos anos anteriores;
  • Pessoa que se oficializou como cidadão brasileiro e que estava no Brasil no último mês do ano anterior. 

O que precisa ser declarado?

Diversos gastos e recebimentos que ocorreram em 2019 devem ser declarados no imposto de renda de 2020.

Entre eles estão o salário, pró-labore (no caso de você ser dono de alguma empresa), despesas de saúde e educação, pagamento de pensão alimentícia, dados dos filhos e dependentes, INSS pago a empregados domésticos, aluguéis, venda e compra de imóveis, bens e direitos.

Mesmo os rendimentos que são isentos de IR devem constar no documento, como o saque de FGTS, indenizações por acidente de trabalho ou valores recebidos para reparar danos, por exemplo.

Por que o Imposto de Renda é cobrado?

A explicação para o pagamento do Imposto de Renda é de cunho social. A ideia é que a parcela da população com rendimentos maiores contribuem mais para o governo, a fim de gerar dinheiro para melhorias na qualidade de vida de toda população.

De acordo com o Ministério da Fazenda, parte dos impostos arrecadados é destinada à saúde, educação e programas de transferência de renda, como “Fome Zero” e “Bolsa Família”.

Outra fração, é enviada para programas de geração de empregos e inclusão social, como plano de reforma agrária, construção de habitação popular, saneamento e reurbanização de área degradadas.

Existe também uma parcela direcionada para investimentos em infraestrutura, segurança pública, cultura, esporte, defesa do meio ambiente e estímulo ao desenvolvimento da ciência e tecnologia.

Portanto, pagar seu imposto de renda gera dinheiro para melhorias no país.

Atenção!

Como já foi mencionado anteriormente, recentemente aconteceram algumas mudanças por conta da pandemia do Covid-19, e com isso o governo federal decidiu prorrogar para 30 de junho o fim do prazo de entregada da Declaração de Imposto de Renda. Antes, o prazo se encerrava no dia 30 de abril.

Essa informação você encontra na íntegra na página da Receita Federal acessando http://receita.economia.gov.br/noticias/ascom/2020/abril/receita-federal-adia-por-60-dias-prazo-para-entrega-da-declaracao-do-imposto-da-renda-da-pessoa-fisica.

Tabela IRPF 2019

Para saber as alíquotas referentes à casos específicos, como participação nos lucros da empresa, rendimentos previdenciários para maiores de 65 anos e o valor do desconto de dependentes, confira as tabelas disponíveis no site da Receita Federal ( http://receita.economia.gov.br/ ).

Como Calcular o Imposto de Renda?

A Receita Federal disponibiliza um simulador online par que você saiba quanto o leão irá abocanhar do seu bolso. Esse simulador não tão complexo de se usar, mas para que não tenha erros em sua declaração e até mesmo para que seja feito enquadrando tudo o que se está em lei, orientamos que se busque o auxílio de uma profissional qualificado para tal.

Estamos aqui para lhe atender e ajudar da melhor maneira possível!

Fale conosco ( https://unicontservicos.com.br/). Será um prazer atender você!

Modificado por Nalva Rafael em 6 de maio de 2020 as 20:02

PUBLICADO POR

Nalva Rafael

Edinalva Rafael é administradora empresarial, mãe do Pedro, apaixonada por livros de romance e redatora de conteúdo na Unicont.
                
    

Comentários Seja o primeiro!

Nenhum comentário para esta postagem!


Deixe o seu comentário!
    

Receba no seu E-mail as principais notícias, dicas e informações do nosso blog.

×

Ei!

Está precisando de um contato mais ágil? Fale conosco pelo WhatsApp clicando ali em baixo, ou então nos mande um e-mail: contato@unicontservicos.com.br

× Como posso te ajudar?